O que são os Super Alimentos?

O que são os Super Alimentos?

27/04/2018


É tão notória quanto crescente a procura por uma alimentação saudável que privilegie o consumo de produtos naturais, orgânicos, funcionais e sobretudo de origem vegetal. Desta forma, também listados com inúmeros benefícios para a saúde e bem-estar, eis que surgem os “super alimentos”.


A palavra diz tudo! Os Super Alimentos apresentam uma enorme densidade nutricional, em pequenas dosagens. São um conjunto de alimentos que contêm alto teor de fitonutrientes – nutrientes de origem vegetal – que faz deles excelentes aliados na melhoria de diferentes aspetos da nossa saúde. Melhoram a resposta imunitária, energia e bem-estar e apresentam propriedades de carácter preventivo.


Apresentam-se sob a forma de bagas, sementes ou em pó e contêm alto teor de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais e antioxidantes.
Apesar da sua riqueza nutricional é importante realçar que cada um deles deve ser adaptado à individualidade de cada pessoa, de acordo com as diferentes propriedades e, não são, de todo, substitutos de um estilo de vida saudável, mas sim, um complemento.


Na alimentação, misturam-se em batidos, sumos, saladas, cereais, iogurtes e podem funcionar como substitutos dos hidratos de carbono, nas refeições principais.


Conheça alguns dos super alimentos tão falados, os seus principais benefícios e como introduzi-los na alimentação:

  • Quinoa

    Quinoa

    Apresenta-se na forma de grão, de uma planta com o mesmo nome. É um alimento muito completo a nível nutricional quando comparado com outros grãos. Isenta de glúten e muito rica em fibra, ácidos gordos, ómega três e seis, vitamina A, B1, B6, C e E. Uma importante fonte de proteínas de alto valor biológico, ricas em aminoácidos essenciais, que contribuem para o ganho e a recuperação muscular, reparo de células e tecidos lesionados e ainda aumento da produção de enzimas e hormonas.  

    O modo de preparação é simples, tal como o arroz, basta cozer uma medida de quinoa com duas de água. Acrescente entre três a quatro colheres de quinoa nas suas refeições: fria ou quente, em saladas ou a acompanhar carne e peixe (em substituição do arroz/ massa/ batata).

  • Sementes de Cânhamo

    Sementes de Cânhamo

    Cerca de 25% das sementes de Cânhamo são proteína, o que faz delas um excelente alimento para desportistas. Não só contêm todos os aminoácidos essenciais como são de fácil digestão quando comparadas com a carne, soja e lacticínios. São ricas em ácidos gordos essenciais, como ómega 3 e ómega 6, minerais, vitaminas e fibras. 
    Aumentam a energia, dão suporte ao sistema imunitário, reduzem  as inflamações, baixam o mau colesterol (LDL) e a tensão arterial, melhoram a circulação,  auxiliam na regulação dos níveis de açúcar no sangue e ainda ajudam no emagrecimento!
    Ao introduzir estas sementes na sua alimentação vai ter um cabelo, pele e unhas melhores. É um óptimo alimento para quem sofre de obesidade, tem diabetes, é hipertenso, tem problemas celíacos ou até mesmo para grávidas e mães a amamentar.
    As sementes de cânhamo descascadas têm um agradável sabor a noz, levemente adocicado. Podem ser adicionadas a quase tudo: saladas, iogurtes, massas, batidos, sopas, bolos ou até mesmo serem consumidas como snack saudável! Diariamente, junte uma a duas colheres de sopa destas sementes na sua alimentação.

  • Clorela

    Clorela

     É uma alga de água doce, conhecida como a maior fonte natural de clorofila.  Tem uma elevada concentração de proteína (contém todos os aminoácidos essenciais) na sua composição, com cerca de 60 a 70% de maior facilidade de absorção, quando comparada a carnes vermelhas ou à soja. É também rica em sais minerais, como o potássio, cálcio, magnésio, zinco e ferro e vitaminas (B1, B6 e B12).

    Recomendada pelas suas propriedade desintoxicantes, é também utilizada para auxiliar e facilitar o funcionamento cerebral e hepático, o que melhora a digestão, ajuda a regenerar tecidos, alivia inflamações, apoia a perda de peso saudável e fortifica o sistema imunitário.

    Adicione diariamente uma colher de sobremesa clorela em pó a sumos*, iogurtes, sopas ou saladas.

    Curiosidade: Em caso de alimentação vegan,  cerca de 3g de clorela são o suficiente para atingir a dose recomendada de vitamina B12, geralmente presente apenas em produtos de origem animal.

  • Bagas de Goji

    Bagas de Goji

    São ricas em antioxidantes, proteínas, vitaminas e minerais, pelo que ajudam a fortalecer o sistema imunitário, reduzem os níveis de stress e ansiedade, retardam o envelhecimento das células e são boas para a saúde cardiovascular e cerebral (níveis de concentração), depressão e bem-estar geral.

    Adicione a frutas, saladas, iogurtes e sopas.

    Apesar de todos estes benefícios apontados às bagas de goji, até à data, é desaconselhado o consumo a pessoas que tomem medicamentos anticoagulantes.